Um blog incompleto

O Prof. Edson Flosi morreu na madrugada desta quarta-feira, 5 de junho de 2013.

Ele iniciou este blog em fevereiro com objetivo de permanecer em contato com o mundo jornalístico e acadêmico. Mas doente, e precisando atender outras demandas do cotidiano, não conseguiu dar continuidade.

Aos 73 anos, o Prof. Edson Flosi trabalhou em seu escritório de advocacia até poucos dias antes de morrer. Honesto e generoso (“um sonhador”, numa expressão que ele gostava de usar), nunca se preocupou em guardar economias que lhe permitissem uma velhice folgada. Até o fim, brigou com contas e bancos. Mas não se importava. Viver honradamente e ser independente eram seu orgulho.

É, pois, significativo que o primeiro tema do blog fosse corrupção. Como jornalista policial, e depois como advogado, o Prof. Flosi viu de perto como funciona “o maior mal da sociedade”, como agem corruptos e corruptores. Muitos ele denunciou, e combateu todos, nem que fosse apenas com o seu desprezo. Em sala de aula, ele contava o que viu e o que sabia a jovens estudantes de jornalismo, que, se hoje são profissionais atuantes, certamente se lembram de suas lições.

Ele preparou outros temas como este para, através do blog, continuar ensinando o que aprendeu na vida e na carreira. É pena que as forças se esvaíssem, e os textos ficassem incompletos.

Pretendia também que o blog fosse outra fonte de renda, uma forma de continuar a se manter na velhice com o seu trabalho. Recomendou expressamente que se agradecesse àqueles que o apoiaram e confiaram nele. Estes estão representados pelas empresas patrocinadoras que aparecem nestas páginas. Quem conheceu o Flosi sabe da afeição que ele tinha pelos bons amigos.

Edson Costa Flosi

Anúncios